Caso Isabella Nardoni: 1º dia de julgamento

Quase dois anos após a morte de Isabella Nardoni, Alexandre Nardoni, Anna Carolina Jatobá e Ana Carolina de Oliveira - pai, madrasta e mãe da menina - voltam a ficar frente a frente.

06h30 - Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá deixam as penitenciárias em Tremembé, no interior de São Paulo, rumo a capital. O casal foi transportado em comboios diferentes e chegaram ao fórum às 8h30. Os dois estavam vestidos com uniforme do presídio, ficaram em celas separadas e não puderam se comunicar.


10h30 - O pedreiro Gabriel dos Santos Neto, que não havia sido localizado pela Justiça para ser intimado a prestar depoimento no júri, como testemunha de defesa, chega ao Fórum de Santana, onde está sendo realizado o julgamento. Em entrevista dada na época do crime, o pedreiro afirmou que a obra ao lado do Edifício London, onde ocorreu o crime, tinha sido arrombada na mesma noite que Isabella morreu. Em depoimento à polícia, negou a informação.


11h15 - Chega ao fórum, Ana Carolina de Oliveira, mãe de Isabella Nardoni. Considerada testemunha-chave, estava acompanhada da advogada Cristina Christo Leite, que também é assistente de acusação do promotor Francisco Cembranelli.

12h - Número de pessoas em frente ao Fórum de Santana para acompanhar o julgamento aumenta. Vestidos com camisas com a foto de Isabella, trazendo consigo cartazes pedindo justiça, a população protestou e prestou homenagem à família da menina. Não foi divulgado um balanço pela Polícia Militar de quantos passaram pelo local.

14h17 - Com atraso de uma hora e dezessete minutos, começa o julgamento de Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá. Os dois são acusados de ter matado Isabella Nardoni, os dois negam o crime.

15h - O pai de Alexandre Nardoni, o advogado tributarista Antônio Nardoni, em entrevista, dá detalhes da conversa que teve com o filho no domingo. Ele diz que Alexandre está confiante na absolvição.

16h - O júri é formado. O destino do casal Nardoni está nas mãos de quatro mulheres e três homens (jurados). Duas mulheres foram recusadas - uma pela defesa e outra pela acusação. O juíz Maurício Fossen rejeita o pedido do advogado de defesa Roberto Podval para adiar o julgamento.

17h - Sete testemunhas são dispensadas - seis pela defesa e uma pela acusação. Outras 17 irão prestar depoimento.

19h30 - Mãe de Isabella começa a ser interrogada. O depoimento da mãe da menina durou 2h30, Ana Carolina de Oliveira chorou quatro vezes e emocionou o jurado. Ela relatou o momento em que viu a filha caída no jardim do prédio e como estavam Anna Carolina Jatobá e Alexandre Nardoni. Carolina de Oliveira: "Alexandre gritava que tinha ladrão. A Anna também gritava muito. Eu pedi para ela ficar quieta e ela me disse que aquilo estava acontecendo por causa da minha filha". Juiz determina que ela fique incomunicável.

22h30 - Alexandre Nardoni deixa o fórum em direção à Penitenciária de Pinheiros, e Anna Carolina Jatobá segue para a Penitenciária Feminina de Santana onde passarão a noite.

Últimas informações/10h15

____________________________________________________________________
Começa o 2° dia de julgamento do caso Isabella Nardoni às 10h15 desta terça-feira (23) com depoimento da delegada que acompanhou a versão dos dois lados.


Caso Isabella Nardoni: 2º dia de julgamento

Fonte: Último Segundo

Mikael Fernandes

Escritor e administrador no blog, técnico em Redes de Computadores. Tem uma grande afeição por tecnologia e gosta de compartilhar notícias e informações relevantes.